Começou a cantar em uma idade muito precoce utilizando instrumentos de seu pai. Após a independência de Angola em 1975, devido aos acontecimentos da Revolução dos Cravos, com a idade de 28 ele fugiu da República Popular de Angola para Portugal. Ele emigrou para Portugal a fim de escapar da guerra civil entre o marxista MPLA – Movimento Popular de Libertação de Angola e a UNITA regime apoiado pelo Ocidente – União Nacional para a Independência Total de Angola. Waldemar Bastos considera a sua música como reflexo da própria vida e suas experiências, composta para elogiar a identidade nacional. Os seus temas fazem um apelo à fraternidade universal. Ao longo dos seus 40 anos de carreira em 2008 foi distinguido com um Diploma de Membro Fundador, de 25 anos, da União dos Artistas e Compositores e um Prémio Award, em 1999, pela World Music.O jornal New York Times considerou, em 1999, o seu disco “Black Light” uma das melhores obras da época.

Discografia

1983: Estamos Juntos (EMI Records Ltd)
1989: Angola Minha Namorada (EMI Portugal)
1992: Pitanga Madura (EMI Portugal)
1997: Pretaluz [blacklight] (Luaka Bop)
2004: Renascence (World Connection)
2008: Love Is Blindness (2008)
2012: Classics of my soul (2012)

Contactos para concertos:
E-mail: mediawb@gmail.com
Telefone: +351 969776635

Categorias Relacionadas

AdBetinho Feijó

Lisboa

betinhofeijo@gmail.com / betinhofeijo@hotmail.com

Produtor Musical, arranjador e guitarrista Alberto Cardoso de Andrade Feijó,”Betinho Feijó”, natural de Luanda nascido em 26 de Outubro de… Read more…

    Deixe um Comentário

    Você deve estar logado para escrever um comentário.

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.